Sade, poeta popular?

Posted by Correspondente in , ,

Estala o chicote
E elas começam a gritar
para eu ter um pouco de piedade
Não há ninguém que gema mais bem
Que as meninas do Marquês de Sade.

As meninas do Marquês de Sade é que é
Levam murros e pontapés
As meninas do Marquês de Sade São picadas pelas abelhas
E são penduradas pelas orelhas.

Estava eu num daqueles dias depravados
Em que lhes batia forte nas cabeças
As meninas viram que eu estava alucinado
E disseram nunca mais cá apareças

Fiquei passado e torturei mais três
Para ser mais cruel foi uma de cada vez
E depois tranquei-as no cimo do campanário
Houve uma que bateu as botas com dores num ovário

Estala o chicote
E elas começam a gritar
para eu ter um pouco de piedade
Não há ninguém que gema mais bem
Que as meninas do Marquês de Sade

As meninas do Marquês de Sade é que é
Levam murros e pontapés
As meninas do Marquês de Sade São picadas pelas abelhas
E são penduradas pelas orelhas

This entry was posted on sexta-feira, 7 de agosto de 2009 at sexta-feira, agosto 07, 2009 and is filed under , , . You can follow any responses to this entry through the comments feed .

2 comentários

Andas cheio de espírito, andas.

7 de agosto de 2009 às 22:47

Lol.

8 de agosto de 2009 às 01:35

Enviar um comentário